Resumo da live: Progressivas com e sem formol! Confira nossas dicas sobre o assunto!

Meninas, nossa live da última segunda-feira (11) bombou! Muitas perguntas e muita gente interagindo. E a gente sabia que o assunto chamaria a atenção: progressivas com e sem formol. Ainda é um tema que levanta muita dúvida e tem muita coisa estranha na internet sobre. Mas nós conseguimos responder boa parte dos comentários e vamos relembrar os tópicos agora!

A primeira coisa que devemos destaca é a de que progressiva NÃO É TRATAMENTO (apesar de ela dar um aspecto bacana nos fios, que é momentâneo). Ela foi criada para alisar o cabelo, apenas. Ela não ajuda a saúde dos seus fios e sim, faz mal, principalmente, a com formol (que é um conservante). Prova disso e que a fiscalização do produto aumentou muitos nos últimos anos.

E eu sei que muitos profissionais da beleza ficam chateados quando eu falo sobre progressiva. Pois muita gente manipula progressiva e “vende” ela como tratamento, pois é mais barata. Antigamente era muito fácil comprar formol e colocar nos cosméticos, e os resultados dele fizeram com que a escova ficasse popular. E a progressiva age rápido, mas acaba danificando seus fios. Ela não substituí o tratamento, que não é imediato.

Claro, eu também faço escovas no meu salão, mas todas têm o registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Mas sempre deixo claro que não é a melhor solução, não é um tratamento. Para esses casos, eu oriento o S.O.S, que é perfeito para reparar a oleosidade, cabelos porosos, sem vida, queda e muito mais.

Perigos da escova com formol

A progressiva é um método de alisamento dos cabelos, que reduz o volume e as ondas dos fios. Quando ela é feita sem formol, não ocorrem diversos efeitos colaterais, como queimadura, descamação do couro cabeludo, queda do cabelo, ardência nos olhos, falta de ar, tosse, dor de cabeça, enjoo, vômito e desmaio.